Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Sensações de Uma Vadia

  • Publicado em: 6 de abril de 2006 07:05
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Mais um domingo de sol no Rio, muito calor almoçamos fora naquele dia e chegamos exaustos em casa, mas eu estava com muito tesão, tirei a roupa e fui nadar nua na piscina, Léo logo veio me fazer companhia trazendo uma bebida, estava gostoso, mas eu preferia a casa de Ipanema, lá dava para me exibir para alguns curiosos, aqui no Leblon é impossível, a casa mais parece um presídio, mas tem o lado bom da privacidade para fazer algumas loucuras que de vez em quando fazemos, Léo sentou do outro lado da piscina e eu mergulhei ao seu encontro, sai já no meio de suas pernas, estava com fome, acariciei a rola dele, que já estava dura, puxei o pau para fora e comecei a chupar bem lânguida, ele relaxou e curtiu a chupeta, mamei gostoso com vontade pois estava excitada, levei a lingua nas bolas e lambi com a boca bem molhadinha, ele puxou minha cabeça de encontro com o pau e eu engoli ele inteiro até o talo, deixei a cabeça da rola tocar minha garganta e ele assumiu o controle, segurando-me pelos cabelos na região da nuca forçava a rola dentro da minha boca, deixei minha boca mole para ele foder gostoso, o cheiro do seu sexo me inebriava, ele estava muito excitado e exalava um cheiro de macho delicioso, me soltou e pediu que mamasse com vontade, segurei a rola pela base e passei a chupar a cabeça, sugando o pau com tesão, ele levantou um pouco as pernas e eu entendi o recado, levei a lingua ao saco e lambi gostoso, em seguida escorreguei para o cu dele, que gemeu gostoso me deixando ainda mais louca de desejo, lambi o anel do cu dele passando a lingua e molhando bem o cuzinho, ele então se masturbava enquanto eu chupava seu cu excitado, logo pediu para que abrisse a boca e se masturbou com a cabeça do pau dentro da minha boca entreaberta, gozou jatos fortes, e uma porra cremosa, deixei que gozasse tudo, depois chupei a cabeça do pau, colhi até a última gota e bebi seu leite que é sempre uma delicia, enquanto ainda lambia o caralho dele o telefone toca, ele se levantou e foi atender, eu agora mais que nunca com vontade de foder, na verdade com aquele calor e o meu tesão aflorando eu estava com vontade de ser estuprada, estava a fim de um sexo selvagem, com força, com vários homens me possuindo a buceta, a boca e o cu, uma sensação de tesão me possuía, a vontade de ser uma vagabunda de zona, fico descontrolada quando sinto isso, o desejo me queimava, me deitei na beirada da piscina, com as pernas dentro da água e a buceta exposta ao sol, entreabri as pernas e fiquei a espera de Léo, pois iria pedir para me possuir com força, queria gozar gritando, eu tinha de ser estuprada naquela tarde, Léo voltou sorrindo e ainda falando ao telefone, disse para a pessoa falar comigo e mostrava bastante entusiasmo com a conversa, peguei o telefone e ele caiu na piscina, vendo minha xana exposta ele sabia que eu estava louca para levar ferro, no telefone era Lúcia, esposa de Ricardo, um casal amigo do swing, já havíamos participado de muitas festas deles e eu já havia gozado na rola do Ricardo, um moreno forte praticante de jiu jitsu e uma força deliciosa para foder, insaciável como eu gosto, mas o telefonema era para um novo convite, desta vez uma folia de carnaval num sitio nos arredores do Rio, uma festa especial para casais liberais, minha buceta chegou a se contrair só de ouvir a Lúcia falando do evento, aceitei na hora sob os sorriso safado do Léo que já acariciava minhas coxas e arreganhava minhas pernas, ele batia com o pau na minha xana e eu falava com Lúcia excitadíssima, confirmei nossa presença e ela pediu ajuda para organizar algumas coisas, combinamos para o meio de semana e joguei o celular para o lado, soltei meu corpo e Léo entrou numa estocada só, apenas balbuciei me estupra com força ele segurou minhas pernas e abriu elas com força, me arreganhou e passou a entrar com fúria na minha buceta, eu queria mais, pedi que parasse e entramos em casa, fomos para o quarto eu estava maluca de desejo, pulei em cima da cama e pedi: Me bate! E me fode com força, quero que me estupre com violência, preciso ser possuída ao extremo agora! Um tapa no rosto de leve! Filho da puta bate assim na sua mãe, quero ser fodida feito uma cadela, me arrebenta corno do caralho! Um tapa estalado no rosto, quase gozei, doeu na verdade, mas me enlouqueceu: É isso que você sabe fazer? Pega o telefone e chama um macho para me foder corninho manso! Outro tapa forte, na cara, virei o rosto de verdade, ele pegou com força, mas eu queria apanhar, sorri de forma irônica e ele: Vadia, você quer ser esfolada mesmo né puta sem vergonha? Escancarei o rosto oferecendo a ele, um tapa, outro e mais outro, não sei explicar, mas o tesão me possuía, no terceiro tapa na cara, desmontei, ajoelhei ensandecida de prazer! Ta esperando o que cadela? Chupa vagabunda! Abri a boca e ele empurrou até a minha garganta, segurou-me pelos cabelos e fazia movimentos como se me fodesse a boca, fiquei sem ar e engasguei, ele tirou o pau pra fora, puxou meus cabelos para traz e com a outra mão me deu dois tapas na cara: Não agüenta puta? Se engasgar de novo te arrebento cadela sem vergonha, esta excitada porque vai gozar na rola de um exercito no carnaval né puta de zona! Léo estava também alucinado, meteu a rola na minha boca e me fez chupar sem trégua, me virou na cama, separou minha bunda e meteu a rola com força: vou te machucar cadela sem vergonha, você tem de levar pinto com força vadia! Ele me penetrava com fúria, balancei os cabelos e foi a senha, ele enfiou a rola com força e me deu um tapa por trás, apertei a buceta na hora, gozei ao estalo do tapa na cara mordendo a rola dele dentro de mim, que gostoso, empinei a bunda e ele percebeu que estava gozando, socou com força do jeito que eu queria, meus seios pareciam estar se despedaçando, como gosto de ser fodida assim, como uma vaca, um objeto, pena estar só eu e o Léo ali, queria vários homens naquele instante, todos ensandecidos a fim de me usar, me foder sem sentimentos, é isso que sinto nessas horas, vontade de ser uma cadela no sentido da palavra, que vontade de ser arregaçada por diversos homens, eu sei, o sexo me alucina, me transforma, e eu sou uma vadia mesmo, a rola do Léo gozou dentro da minha buceta, porque é impossível não gozar com meus berros de puta, gritando e gozando feito uma maluca, ele suado, perdeu as forças com o pau dentro de mim, deixou o corpo cair e ficamos imóveis a mercê dos nossos desejos, o tempo foi passando, mas eu sentia comichões dentro de mim, eu queria mais, eu queria dar para um poste tal o meu tesão, queria rola em todos os meus buracos, eu estava pegando fogo, me virei e ele se assustou com meu estado, eu estava com o rosto vermelho, ele havia batido com vontade, sua expressão de dó me irritou, segurei suas mãos ao tentar me acariciar, ele deitou em minha barriga e eu disse: quero mais Amor, estou maluca de desejo, só de pensar nessa festa, quero dar feito uma cachorra, quero morrer de tanto gozar nesse carnaval, quero ficar assada, dolorida, quero ser a mais vagabunda da festa, Léo se levantou e saiu do quarto, eu me revirava de tesão, ele voltou ao telefone, eu me acariciava e o tesão me possuía: Vamos para o swing, quero foder hoje, quero ser fodida sem dó nem piedade! Ele desligando o telefone disse: Calma chamei mais dois machos para te dar prazer! Passei a lingua pelos lábios e perguntei quem era, ele disse que o Eliomar e o Ronaldo estavam vindo, o Eliomar é nosso amigo mais intimo no momento me come freqüentemente, mas sempre vem durante a semana porque é casado, mas o léo deve ter pedido de forma irrecusável, que delicia, Ronaldo é um moreno forte que conhecemos no swing, ele é solteiro e tem relacionamentos com casais apenas, é um comedor nato, fode pra caralho e tem uma fome insaciável, tem um furou por sexo anal delicioso, já me fodeu feito uma puta em festas e também numa brincadeira que fizemos no mar há tempos atrás, abri as pernas e Léo me penetrou a buceta, me beijou gostoso e disse que queria gozar mais uma vez, porque quando os rapazes chegassem ele não iria me comer, iria apenas assistir, porque já estava com saudades de me ver espetada na rola de outros machos, ele sabe falar o que me da tesão, recebi sua rola com gosto na buceta até ele gozar, depois fomos tomar um banho para nos recompormos, mas nada, absolutamente nada tirava o tesão que estava sentindo, sai do banho, coloquei um shortinho sem calcinha e uma blusinha de amarrar do lado e fui para o jardim esperar meu machos, íamos foder no quintal, o sol que ardia, já dava lugar há algumas nuvens, torci para que chovesse, queria foder debaixo de água, Léo foi recepcionar os rapazes que chegaram quase juntos, e claro com as rolas já em prontidão, Eliomar veio ao meu encontro, me abraçou e já chupou minha lingua de forma deliciosa, enquanto suas mãos percorriam minha bunda, já se certificando que estava prontinha para ser fodida, Léo veio com Ronaldo que estava de bermuda e camiseta, deixei Eliomar tirando a roupa e fui cumprimentar Ronaldo que gentilmente havia vindo para nossa brincadeira: Então hoje você esta excitada gatinha? Me abraçou e me virou de costas para o Léo, enfiou as duas mãos dentro do meu shortinho e acariciou minha bunda para o Léo ver, Ronaldo tem um tesão enorme de foder a esposa na frente do marido, ele sempre faz de forma especial para proporcionar prazer ao marido, ele já nos contou que sente mais tesão quando o marido esta presente, mostrando intimidade baixou meu shortinho, tirou e jogou de lado, se levantou, abaixou a bermuda, pediu para o Léo guardar e disse: Ajoelha morena e mama gostoso! Na grama onde estávamos, ajoelhei e chupei a rola de Ronaldo bem gostoso, Eliomar já peladão veio ao nosso lado, Léo havia colocado uma poltrona para poder assistir a foda confortável, depois de chupar a rola de Ronaldo mamei a vara de Eliomar para deixar os dois cacetes em ponto de bala! Ronaldo pediu para que ficasse de quatro, e pediu que virasse a bunda para o lado do Léo, pois ele ia me foder a buceta e queria que o léo visse a rola entrando, fiz como ele queria, enquanto Eliomar enfiava a rola na minha boca, Ronaldo montou sobre meu corpo, colocou uma camisinha e enfiou a rola na minha buceta, deu uma olhada para o Léo e sorriu: Assiste ai irmãozinho! Falando isso cravou a vara no meu útero, tirei a boca do pau de Eliomar para gemer gostoso, Ronaldo bombava gostoso na minha xana e eu lambia a rola de Eliomar, que já me fodia a boca: Chupa cadelinha sem vergonha, ta com tesão puta, toma rola vadia! E Ronaldo: Isso morena abra bem as pernas que hoje eu vou te comer pra caralho, abre puta, seu corno ta lá atrás assistindo tudo! Olhei para trás e Léo batia punheta desesperado, eu adoro isso, amo de paixão quando ele se masturba daquele jeito, adoro dar a buceta na frente dele, é um prazer que ele merece, gemi gostoso e ele me incentivava: Isso amor, dá gostoso, goza gostoso para os eu corninho, dá a buceta cadela safada, abre gostoso puta! Eu recebia o pau de Ronaldo no fundo da buceta, ele sabia meter gostoso e socava firme, molhou o dedo e passou no anel do cu: Vai levar rola no cu também cadela, pode se preparar, que vou te rasgar vadia! Com aquelas palavras deixei o pau de Eliomar para gemer na primeira gozada e Ronaldo cravou a rola fundo: Isso goza morena, goza para seu maridinho corno ver, goza na minha rola anjinho! Ele olhou para trás e disse: É assim corno que você gosta? Léo apenas aumentou o ritmo da punheta, eu gozei gostoso e Ronaldo saiu de dentro, Léo foi buscar uma bebida para ele e Eliomar montou na minha xana, sem camisinha como costumamos fazer, Ronaldo agora é quem assistia a vara entrar na minha buceta e exclamou: Puta que pariu, sem camisinha é do caralho! Quase gozei ao ouvir aquilo, e Eliomar enfiou a rola até o talo na minha xana, Léo tava chegando e Ronaldo disse: Meu chapa o Elião disse que vai rechear ela de porra, senta ai para ver como se faz uma cadela gozar! Léo sentou-se ao lado de Ronaldo e disse: Goza dentro da buceta Eliomar, quero ela recheada de porra quentinha! Eliomar mexia o corpo dentro de mim feito um touro, fodia gostoso, com pancadas firmes no fundo da buceta, sua rola quente me fazia levantar um pouco as pernas para receber as estocadas e eu gemia gostoso! Ronaldo perguntou ao Léo se o Eliomar era nosso macho e Léo confirmou com a cabeça! Ah então ta explicado, o macho tem de gozar dentro mesmo, Puta que pariu isso é muito gostoso, enfiar a rola na buceta da esposa sem camisinha e gozar gostoso lá dentro na frente do maridão corno, isso é uma delicia! Ronaldo não terminou de falar e eu gozei gostoso na pica de Eliomar, que gemeu alto e Léo gritou: Goza dentro, goza dentro da buceta por favor! Eliomar meteu a rola com força e gemeu alto, cravou a rola la no fundo da minha xana e gozou todo seu leite dentro da minha buceta, tirou o pau pra fora, se masturbou um pouquinho e melou minha buceta por fora, eu me virei e deitei na grama, Léo veio e me deu um beijo gostoso de lingua, Ronaldo se masturbava bem perto: Isso é uma delicia, chupa a lingua dessa vadia corno, Eliomar estava caído ao lado, mas olhando o Léo me beijar, os dois se maravilhavam com a cena. Ronaldo sentou sobre meu corpo e pediu que o chupasse no saco e no cu, eu passava a lingua naquele sacão grande e no cuzinho dele, que ele fechava ao extremo e gemia gostoso: que delicia morena, lambe meu cu que eu vou te foder na bundinha agora, vou te esfolar todinha e fazer você gritar gostoso, depois o teu macho vai te comer o cuzinho e encher sua bundinha de porra! Léo não conseguiu se controlar e gozou batendo punheta, para a gloria de Ronaldo que foi ao delírio, saiu de cima de mim e pediu que ficasse de quatro, Léo havia colocado um colchão de água para eu não me machucar, me posicionei e confesso meu cuzinho estava piscando, Ronaldo pediu para que Léo chupasse meu rabo para me preparar enquanto ele colocava a camisinha, Léo lambeu gostoso minha bundinha e depois abriu minha bunda para Ronaldo ir entrando, Eliomar caiu na piscina para se recuperar da foda e Ronaldo entrava no meu cu quando sentimos os primeiros pingos de água, estava começando a chover e eu pedi que ele enterrasse gostoso, Ronaldo sabe foder um cu como ninguém, me deu uns tapas na bunda e foi socando a rola pra dentro, eu gemi gostoso com a pica socada e Léo foi buscar mais bebida dizendo: Grita gostoso amor, goza pra mim meu tesão! Ronaldo passou a foder a minha bunda com gosto, a rola entrava com força e eu segurava gostoso aquela pica dentro do cu, começou a chover forte e meu tesão aumentou ainda mais, comecei a gemer porque ia gozar gostoso, Léo voltou e deixou a bebida na mesa, veio por baixo e passou a lamber minha xana enquanto Ronaldo fodia meu cu com força, quando senti a lingua do léo gozei gostoso, a água fria e a rola quente no cu me fizeram gozar feito uma cadela: Isso grita cadelinha, abre o cu e grita safada, toma pinto cadela sem vergonha, toma no cu vagabunda, toma rola piranha! Apertei o cu esmagando a rola de Ronaldo, que mostrou o diferencial, soltou o peso do corpo fazendo meu cuzinho engolir a rola inteira, gritei feito uma putinha safada e gozei horrores na boquinha do Léo, que lambia minha xana com prazer, vendo de pertinho a rola do nosso amigo entrando no meu anelzinho, isso é muito gostoso, não tem como não amar um homem desse, que sabe dividir o prazer dele comigo, podia ver sua rola dura de excitação olhando a vara de outro homem me comer feito uma cadela, Ronaldo pediu que eu sentasse em sua rola por cima, eu sentei, ele enfiou a rola no meu cuzinho e eu levantei o corpo um pouquinho para ele meter por baixo, ele pediu para o Léo ficar de frente para ele pudesse olhar no rosto do meu marido assistindo a sua rola entrar no meu cu, Léo é extremamente obediente a essas fantasias, assim Ronaldo agora metei com força a pica dentro da minha bundinha dilatada e Léo batia punheta vendo a rola entrar com força, eu já estava com o cuzinho ardendo e Ronaldo pediu para meter de ladinho, depois de quatro de novo, ele tem um apetite delicioso, isso me fascina, homem que sabe controlar o prazer para socar bastante, depois de deixar meu cuzinho esfolado ele tirou o pau e disse que queria gozar na minha cara, fiquei de joelhos e ele se masturbou, chamou Léo para minha frente e lambuzou meu rostinho de porra, os jatos iam deixando meu rostinho esbranquiçados e ele não parava de gozar: Olha corno, o rosto da puta safada, ela adora porra corno sem vergonha, assiste seu puto, essa vadia gosta de dar o cu e receber leite de pica, toma cadela sem vergonha! Ronaldo gozou fartamente em meu rosto e seios, sua porra que se misturava à água da chuva, fiquei toda gozada e Eliomar já estava com a rola dura! Agora vai ser outra rola no cu e sem camisinha, vai gozar dentro do cu da vadia, Eliomar pediu que eu o chupasse no saco e lambesse o cu como havia feito Ronaldo , me deitei no chão e a chuva nos molhava deliciosamente no fim de tarde, lambi o saco do Eliomar e passei a lingua pelo cuzinho dele, ele gemeu gostoso e se masturbava, Léo já estava sem forças, sentou ao lado e ficou nos olhando, Eliomar se levantou e pediu que eu me virasse, passou o pau na entrada do meu cuzinho, cuspiu e meteu um dedo, em seguida percebendo que não havia resistência pois havia acabado de dar o cu para Ronaldo foi enfiando gostoso, Eliomar gosta de foder com força também e logo estava estocando com tesão, eu achava que não ia gozar de novo porque estava quase sem forças, Léo veio me ajudar e segurava minhas mãos dando equilíbrio para eu agüentar as estocadas no fundo do cu, Ronaldo adora essas coisas, ele sempre nos diz que o maior tesão para o comedor é a ajuda do maridão, ele diz que adora o auxilio pois é a pimenta que falta para a sacanagem, como Léo não podia ver a rola entrando na minha bunda dessa posição, eu o brindava com gemidos de prazer: ta gostoso demais amor, adoro dar a bunda assim! Dá o cu minha vadia, goza gostoso, eu estou aqui para te ajudar, goza safada! Eliomar não quis mudar de posição pois estava muito excitado e queria gozar gostoso, meteu por uns dez minutos de forma violenta que eu não pude resistir, tremi de tesão e Léo foi chupar minha xana de novo, enquanto lambia minha buceta, falou em alta voz para delírio de nós todos: Goza dentro do cuzinho dela, Eliomar quero leitinho dentro dessa bundinha e estou aqui para conferir de perto! Nossa gozei na hora na lingua desse filho da puta que eu amo para caralho e Eliomar veio junto, cravando a rola no fundo do meu cuzinho, gozou aos berros: toma porra cadela do caralho, toma no cu vagabunda safada, toma leite de rola piranha desgraçada! Bambeei as pernas e recebi o gozo de Eliomar dentro da minha bundinha, como fez na buceta ele tirou o pinto e melou meu cuzinho por fora, Ronaldo já se masturbava com a rola dura assistindo ao lado, Léo que estava a lamber minha buceta, foi levando a lingua para meu cuzinho e Ronaldo então disse: espera vamos fazer diferente, eu e o Eliomar tivemos o cu lambido pela Flavinha, agora nos excitar e ajudar a judiar da bundinha dela, agora é hora do corninho lamber a bundinha dela para dar um alivio, deita Léo e deixa a Flavia sentar na sua boquinha, para você lamber a bunda gozada dela, pode ficar sem vergonha, porque é a porra do macho de vocês, lambe gostoso! Léo não discute e eu fico doida de tesão, agachei sobre sua cabeça, abri as pernas e senti sua lingua na buceta, ele foi fazendo o percurso em direção ao meu cu e eu pedi que ele acariciasse meu clitóris com os dedos, queria gozar enquanto ele bebesse a porra do Eliomar que estava já escorrendo do cu em direção à buceta, Ronaldo e Eliomar assistiam tudo por trás para ver o Léo chupar meu cu gozado e ele não fez de rogado porque esta acostumado a chupar minha buceta gozada, a diferença é que hoje havia o Ronaldo para assistir e se deliciar, Léo encontrou a porra do amigo no meio do caminho e foi colhendo, até chegar no meu cuzinho, eu tremia agachada e ele lambendo meu rabinho gozado, enfiou a lingua no meu cuzinho aberto e enterrou os dedos na minha buceta, gozei feito uma vaca, gemendo aos berros e os rapazes se deliciando com a cena, Léo deixou meu cuzinho limpinho, dessa vez nem dividiu comigo o esperma porque na posição que estavamos não dava, ele engoliu tudo sozinho e ficou passando a lingua do ladinho e no centro do anel aliviando minhas dores porque eu estava toda dolorida, debaixo da chuva caímos todos na piscina, o Eliomar precisava ir embora, pois havia esquecido da hora o Ronaldo ficou para jantar conosco e trepamos até tarde no domingo, eu estava saciada e satisfeita dos meus desejos, mas meus pensamentos já imaginavam o carnaval, já faz um tempo que não transamos em grupo e eu estava louca para chegar a hora, fomos dormir bem tarde quando Ronaldo foi embora exausto depois de me foder de todas as formas, tomamos um banho e dormimos abraçadinhos como um casal apaixonado deve fazer! Super beijo a todos e agradeço mais uma vez todos os e-mails enviados, respondo a todos com carinho! Flavinha!

Referência do Anúncio ID: CT-000029946

Não há Tags

8031 visualizações, 0 hoje

  

Uma Comentário para “Sensações de Uma Vadia”

  1. muitooo bom seus contos…

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: colorado100, 61 Guests, 9 Bots