Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Sr Braga – Parte 8

  • Publicado em: 10 de outubro de 2007 23:13
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Karine simplesmente me levava a loucura! Q mulher era aquela q me pos amarrada depois de me chupar como ninguem mais ainda havia me chupado? Eu já estava com muito medo do rumo q as coisas podiam tomar, mas jamais imaginaria q Karine me aparecesse com aquele consolo imenso na cintura! Meu bumbum ardia das pancadas q vc e ela como dois loucos haviam me dado. E ela veio se aproximando de mim passanado as maos pelas minhas meias e murmurava baixinho:

— Q gostosinha q vc e com essas meias, Mara! Q vontade q me da de te fuder bem gostosinho…

E meteu a ma bem no meio das minhas coxas bolinando com forca minha xana, e causando bastante incomodo, mas, mesmo sem querer, eu ainda apertei a mao da sua mulher com as minhas pernas enquanto meu corpo se contorcia sem controle.

Karine entao se deitou ao meu lado com aquela COISA preta apontando na entrada da minha xana e puxou meu joelho para si. Depois ela o encaixou na boquinha da minha buceta encharcada e me puxou pelos quadris me fazendo ser penetrada. Um gritinho discreto escapou da minha boca enquanto eu jogava minha cabeca para tras:

— Aaii!! Karine!

Sua mulher entao passa a sugar e morder meus seios, mas ela se vira para vc e diz quase como uma ordem:

— Braga! Q q vc esta esperando q ainda não meteu nesse cuzinho branco dessa putinha?

Vc ainda deu mais uma boa cusparada na minha bunda e meteu a vara com toda a forca. Nossa!!

Me senti rasgada por dentro e gritei:

— Braga!! Seu desgracado filho da puta!! AAAAIII!!!!!!!

Aquilo fez meu corpo arremeter contra o da sua mulher e fez entrar mais fundo aquele consolo dentro de mim! Eu não sabia o q fazer ensanduichada entre vcs e sendo fodida por todos os buracos. Eu gritava para vcs pararem, mas meus gritos so faziam vc meter mais e mais forte.

— Aaii!!! Pareeeem!! Naaaaoooooo!!! AAAiiiii!!! HHUUUMMNNNN

Vc socava o meu cu e a cada estocada mais eu era fodida pela Karine, q ria do meu desespero! Minhas costas arqueavam e logo logo eu estaria gozando ensandecidamente.

Vc tb já não se aguentava e o meu cu já estava se inundando da porra q jorrava do seu cacete, lubrificando meu cu e fazendo com q sua pica entrasse e saisse do meu cuzinho maltratado com grande facilidade. E nisso, eu sentia q a cada espasmo do meu corpo o meu cú também se contraía e eu sentia ele apertando o seu caralho dentro dele. Comecei novamente a gemer junto com o orgasmo q se apossava de mim:

— Aaiii!! Aaiii!! Aaiii!! Aaiii!! Aaiii!! Aaiii!! Mais!! Mais!! Mais!! Mais!! MAAAIIIISS!!

Nesse momento vc sai de cima de mim, mas Karine não estava satisfeita:

— Sua puta! Quem disse q era pra vc gozar com o meu homem?!

E dessa vez ela subiu em cima de mim e meteu o cacetao de silicone todinho pelo meu cu adentro!

Aquela coisa me abriu por dentro. Gritei:

— AAAIIIIII!!!!!!! Kariiiiiiineeeeeeee naaaaaaaaooooo!!!!!!!

E ela disse para vc com autoridade: — Mete a pica na boca dessa cahorra pra ver se ela fica quieta! E foi o q vc fez com a sua pica meia bomba, mas q logo endureceria com as caricias q a minha lingua fazia nele! Não demoraria muito e vc estaria esporrando na minha boca e na minha cara tambem. Depois disso eu cai exausta e quase desfalecida! Nunca havia sido comida daquela maneira! Vc sai do quarto por um instante para se limpar. Karine entao desamarra minhas maos e se deita junto comigo. Ela pega meus lencois e limpa meu rosto com eles e comeca a acariciar meus cabelos. Suspiro aliviada e me encolho em seus bracos. Ela entao comeca a alisar minhas pernas e a passar as unhas de leve nas minhas meias, fazendo cocegas de leve e comenta:

— Q delicia q e isso, Mara! Eu apenas suspiro.

Mas aos poucos ela vai arranhando mais forte as minhas pernas e eu percebo q ela esta puxando alguns fios das minhas meias. Reclamo com ela:

— Kariiineeee! Olha as minhas meeiaaaas!!

— Olha as minhas MEEEEEIAAAAAASSS!! Ela repete de modo afetado. — Suas MEEEIAAASSS e? E me deita de costas e sobe com a xana em meu rosto. Ela entao crava as unhas afiadas de tigresa em minhas pernas, me arranhando e rasgando em tiras minhas meias lindas, caras e sofisticadas! Luto e me debato para salvar minha meias, mas a Karine já comeca a abrir grandes buracos nelas com as unhas. Nesse momento vc volta para o quarto e nos ve naquela luta desigual….

Referência do Anúncio ID: CT-000036330

Não há Tags

6575 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: caugeo, 100 Guests, 17 Bots