Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

UMA BUCETA PARA UM CARENTE

  • Publicado em: 12 de julho de 2017 05:59
  • Expira: Nunca!
UMA BUCETA PARA UM  CARENTE

Detalhes do Conto Erotico:

Eu e a Mary estávamos completando 12 meses de putaria.
Era meu primeiro ano de corno manso. E a Mary ganhou um presentão de aniversário,22 cm por 8 de grossura.
FOI ASSIM:
Fomos convidados por uma amiga a passear no sítio onde estava sendo construída uma piscina e outras melhorias.Fomos até lá e conhecemos o Nestor,sua esposa
e filhos. Eles tomavam conta do sítio e moravam la mesmo.O Nestor, um moreno alto, corpo bem definido, com um sorriso aberto que lhe fazia muito simpático. Algum tempo depois, notei que o Nestor estava ausente já fazia uma meia hora. Fui caminhar para o lado onde ficam os animais e me deparei com uma cena de sexo explicito; o cavalo enterrava na égua um cacete enorme.Poucas estocadas e veio o relincho que só poderia ser de gozo. Havia próximo uma pilha de madeiras, onde localizei o Nestor punhetando seu pau. Certo que não estava sendo visto, me coloquei numa posição com visual perfeito para aquele homem muito bem servido de pau, tocar uma punheta que não demorou para chegar ao gozo. Acelerou o vai e vem da mão e veio o primeiro jato seguido de outro e outro, jorrando uma grande quantidade de porra. Esperei ele sair e voltei para a casa. – Nos encontramos e ele me disse que estava arrumando uma cerca, por isso da sua ausência. Já imaginando a Mary gemendo naquela tora,pedi seu telefone para ficarmos em contato para agendar outra visita. Também deixei o meu telefone com ele na esperança de que me ligasse para dar continuidade ao relacionamento iniciado naquele dia.A noite contei para a Mary o que vi.Ela me disse que esse seria seu presente de um ano de putaria.Queria foder com o Nestor e que eu me virasse para ajeitar isso para ela. Uns dias depois o Nestor me ligou dizendo que vinha para a cidade e se eu queria alguns ovos.Sem vacilar respondei que sim e que iriamos tomar um café quando ele viesse.
Antes de encerrar a ligação me perguntou se a dona Mary estava bem? Senti que isso foi um aviso: ele tava a fim da minha esposa.
Dois dias depois ele me ligou avisando que chegaria dentro de meia hora.Quando ele chegou a Mary não estava, tinha ido ao mercado mas já voltaria.Foi o tempo que tivemos para falar sobre o acontecido no sítio. Que ele me viu e ficou com mais tesão para tocar a punheta.Me disse que estava sem foder já fazia algum tempo, pois sua esposa passava por tratamento de saúde e que vendo o cavalo comendo a égua, acabou tocando punheta.Procurei descontrair o Nestor que parecia meio envergonhado dizendo que não era difícil para dar uma foda, bastava ele querer. Acho que ele entendeu o
recado e me falou:”Me desculpe Beto,mas achei sua esposa muito bonita e não consigo tirar ela da cabeça.” “Tudo bem amigo, fique tranquilo nós somos liberais, não se preocupe.” falei.
Vi que ele estava ansioso pela ausência da minha esposa e o acalmei dizendo que ela já iria chegar.
Alguns minutos depois ela chegou.Logo deu um abraço no Nestor se achegando bem juntinha dele para sentir o volume.
Sentamos no sofá enquanto a Mary guardava as compras e olhei para o pau do Nestor. Estava lá,realçando um grande volume por baixo da calça.Para aproximar os dois, disse a ele que fosse na cozinha conversar com a Mary enquanto eu fazia uma ligação. Sai para fora e deixei os dois a sós. Dois minutos depois retornei e fui até a cozinha. O que vejo? Minha esposa ajoelhada com aquele pau enorme enfiado na boca. Abocanhava o que podia pois eram 22 cm por oito.
Quando o Nestor me viu, quis guardar o mastro,mas o tranquilizei dizendo que ficasse a vontade.
A Mary o pegou pela mão levando-o para o sofá.
Dizendo que queria ver ele pelado, ela foi tirando a roupa do Nestor deixando a mostra um pau simplesmente espetaculoso. Cabeça avermelhada, veias salientes, reto e grosso.A Mary então tirou seu vestido,tipo saída de praia, ficando totalmente nua pois já tinha ido ao mercado sem calcinha.Sentada no sofá abocanhou novamente aquele mastro, chupando a cabeça e punhetando o que restava. O Nestor gemia e num vaie vem frenético, começou a foder a boca da minha esposa. Percebendo que ele estava a caminho de uma grande gozada, a Mary virou de costas e com as pernas abertas sentiu o macho encostar aquela cabeça lustrosa na entrada da sua buceta. Devagar ela começou a engolir o majestoso dando gemidos de prazer dizendo:”Que delicia de pau!!!!!!!!Mete tudo Nestor!
assim!!!!ui que delicia… mete mais, vai… me fode!!!! – Com fortes estocadas as bolas batiam nas nádegas da Mary que sentiu o macho estremecer e anunciar que iria gozar. Ele segurando a minha esposa pelos cabelos, estocava mais forte ainda.
Ela então rebolou alucinadamente e chegaram os dois num gozo intenso. Espetacular a cena: ela fodendo o pau, e o pau fodendo a buceta. Se abraçaram carinhosamente com longos beijos de linguá.”Valeu Beto! vocês são ótimos! Só tenho a agradecer.”falou o Nestor. “Tudo bem! vamos dar continuidade a isso. – Numa próxima oportunidade você como o cu dela ok?”Combinado.Você me liga? perguntou. – “Sim, te ligo!respondi e nos despedimos.
No cu foi fantástico!
Vou te contar tudo.

Referência do Anúncio ID: 9515963af3da6d2f

Não há Tags

237 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: SeiyaRJ, loma123, homemliberalrp, markoss, 226 Guests, 13 Bots