Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Viagem de carro interessante

  • Publicado em: 15 de maio de 2016 13:16
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Somos casal jovem na casa dos trinta e gostamos de alguma aventura…
A nossa última viagem grande de carro foi bastante interessante
Saímos de casa bem cedo e ela com um vestido de ganga com botões à frente de cima a baixo, sem soutien. Passados alguns kms e com o tédio da viagem por autoestrada sugeri que ela abrisse uns botões, coisa que ela com cara de safada não demorou a fazer. Logo se puderam admirar as suas pequenas mamas (pequenas, branquinhas e com grandes mamilos que pedem para ser mordidos) que ela aproveita para acariciar ao de leve ajeitando o vestido para que vissem todas. Nisto vão passando alguns carros e camiões por nós sem mostrarem que viram alguma coisa.
A excitação foi crescendo e eu comecei a passar as mãos pelas mamas, pernas, coxas, barriga, pélvis e descia… Ela ia suspirando e começou a soltar-se, passava as mãos tanto nela como em mim, acabando por fazer um movimento de vai-vem por cima das minas calças com a mão. Pedi-lhe para tirar as cuecas para facilitar os movimentos e para abrir o resto do vestido, ela não se ficou só por isto e tirou-me cinto e abriu-me as calças tirando-me o pénis para fora para logo o rodear com os seus dedos. O ambiente continuava a aquecer, ela de vestido aberto sentada em cima dele ficava praticamente nua, só os ombros ficavam tapados, de perna aberta comigo a passar-lhe a mão pelo corpo e pela vagina, enfiando um ou dois dedos ocasionalmente; eu com o pénis duro de fora sendo acariciado numa prensa cada vez mais forte e rápida. Ela ia variando a posição das pernas, ora dobrava os joelhos e abria deixando ver bem os lábios e todo o resto, ora esticava as pernas por cima do tablier. Até que chegou uma parte em que ambos masturbávamos e gemíamos com alguma intensidade, o que aconteceu? Portagem… Rapidamente nos recompusemos para alguns metros à frente voltarmos ao mesmo. Passado pouco tempo gemíamos de novo. O trânsito estava algo intenso e tenho a certeza de que alguns passageiros e condutores notavam alguma coisa estranha no nosso carro e conseguiam ver de relance pelo menos as mamas e as expressões de prazer da minha mulher. De repente olhou para mim, beijou-me e mudou de posição Deitando-se sobre o banco e virada de rabo para a janela, arqueava o corpo empinando o tronco. Olhou outra vez para mim com cara de safada e começou a baixar a cabeça, eu ainda disse: olha que te vêem, não quero saber -respondeu ela, e lá abocanhou cheia de vontade, subia e descia fundo
de certeza que os carros que passavam conseguiam perceber os movimentos da cabeça da minha fofinha mas espetáculo maior tinham os motoristas dos camiões que conseguiam ver todo o seu corpo nu, de rabinho para cima e com as pernas ligeiramente abertas, os meus dedos entrando e saindo daquela xaninha toda molhada. Ela não queria saber, até acho que aquilo a estava a excitar e continuava a chupar e a gemer. Sempre que passávamos por um camião eu avisava-a e ela continuava mamar e até fiquei com a sensação que empinava um pouco o rabo para que a pudessem ver melhor. Eu comecei a abrandar sempre que ultrapassava um camião e percebia os movimentos nas cabines ainda antes de passar por eles que viam pelos espelhos retrovisores e assistiam aquela cena com surpresa e excitação
Até que chegou um ponto que não aguentei mais, a minha putinha aumentou a velocidade dos movimentos da cabeça e enquanto batia com a mão, chupava e gemia, eu aumentei também os movimentos da minha mão na continha dela, ela fazia aqueles ruídos guturais de boca cheia, eu gemia, estava tão perto, e ela também. Eu disse não aguento mais, ela levantou ligeiramente a cabeça e viu um camião pelo canto do olho, eu abrandei, ultrapassei e pus-me ao lado dele, sussurrei ele está a ver, ela mergulhou e recomeçou a mamar ainda com mais velocidade, ela gemendo alto não aguentei mesmo, vim-me na boquinha dela que abrandou os movimentos para conseguir engolir o leitinho, ela assim que sentiu o leite na boca gemeu mais, senti a continha a latejar e a apertar-me os dedos e a movimentar-se como louca enquanto chupava e engolia. Aposto que o motorista também gostou. Viu tudo, pela minha cara de prazer e pelos meus movimentos de certeza que percebeu que a minha putinha tinha levado tudo na boca e engolido todo o meu leitinho (nisso ela era exímia, não desperdiçava uma gotinha sequer), e que ela também tinha gozado, sabendo que estava a ser observada (não era a primeira vez). Ela levantou-se, nua e ofegante, olhou para o motorista, sorriu, ele sorriu para ela e eu acelerei…
Foi assim a nossa experiência nessa viagem, gostamos bastante deste género de aventuras, com ela exibir-se
Ela é tímida mas quando se solta…. Se tiverem ideias para as nossas aventuras…

Referência do Anúncio ID: 50657371f2aac5f1

    

3044 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Informações deste Autor

  • Autor: ifign
  • Membro desde: 14 de maio de 2016

Contos publicados por ifign

  • O Autor não publicou outros contos.
Últimos itens anúnciados por ifign »

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: 85 Guests, 24 Bots