Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | Entrarrss

 

 

Viciada em desconhecidos – Parte 5 – Bar Strip 2

  • Publicado em: 1 de novembro de 2013 10:11
  • Expira: Nunca!

Detalhes do Conto Erotico:

Ola novamente

Me chamo Rita e tenho 19 anos.

Na continuação do conto anterior, eu voltei ao Bar na noite seguinte como combinado. Chegando la os dois homens da noite anterior ja me esperavam com o dono do bar, fui ter com eles e me perguntaram se eu estava disposta a repetir a noite anterior. Eu sorri e disse que sim. Entao me perguntaram até onde eu queria ir. Disse-lhes que estaria nas maos deles e que eles fizessem o que eles quisessem comigo. Eu sabia que me poderia estar a meter por caminhos complicados, mas no fundo eu queria me entregar totalmente a eles. Queria ser usada por eles, abusada até, penetrada de todas as maneiras, ser a escrava sexual deles nessa noite.
Eu ainda estava nestes pensamentos, quando….

– Despe sua roupa agora.

Nos estavamos na zona do Balcao, que fica numa ponta do Bar, a sala privada fica na outra ponta.
Eu ainda fiquei um pouco a pensar mas obedeci e me despi, fiquei totalmente nua, apenas de salto alto e entreguei minha roupa para eles. O Bar estava cheio de homens, mas eles nao iriam deixar que nenhum me tocasse… ou iriam?

Todos eles me olhavam, nos íamos na direçao do privado eu no meio deles. Mas a meio caminho eles se sentaram num sofa e mandaram eu sentar no meio deles. Obedeci.
Vieram umas bebidas e fomos bebendo. Eu podia ver todos os outros homens me olhando.
Eles entao abriram minhas pernas e um deles penetrou minha racha com 2 dedos e me foi fodendo ali á vista de todos. Eu nao consegui resistir e fechei os olhos saboreando aqueles 2 dedos me fodendo e gemia de prazer. Gozei e todos viram isso.

Saimos entao dali e fomos para o privado.
Quando entramos reparei algo de diferente. Alem dos 2 sofas e da mesa, havia uma cadeira de madeira e uma caixa no chao.
Entramos e eles trancaram a porta, ficamos só os 3 la dentro.

Nao disse da ultima vez, mas eu tenho 1,50 de altura e eles 1,80 mais ou menos, por isso bem grandes (como eu gosto).

Um deles me agarrou o pescoço e apertou ele.
– Puta, hoje vais sofrer.

E mandou eu sentar na cadeira, mas ao contrario. Fiquei com os braços em cima das costas da cadeira. minha bunda ficava um pouco de fora do acento.

Entao da caixa tiraram umas cordas e amarraram meus pes na cadeiras e tambem minhas maos. Por fim tiraram um xicote de couro.
Fui xicoteada nas costas e na bunda. A cada xicotada eu soltava um grito de dor e podia gritar á vontade que ninguem ouvia la fora. Sabia que as minhas costas iam ficar com marca, mas apesar da dor aquilo me deixava bem molhada.

Um deles veio na minha frente e colocou o pau dele na minha boca e eu ia xupando enquando recebia mais xicotadas.
– Fode bem essa boca dela, faz ela engolir seu gozo.

Entao como eu tinha a bunda de fora do acento da cadeira o outro meteu a mao na minha racha que tava molhada.
– Ja viste que a Puta gosta de apanhar. Esta toda molhada.

Entao me soltaram e os 2 me foderam e fizeram dupla penetraçao. Um na racha e outro no cuzinho. Gozaram em mim.

Por fim mandaram vir umas bebidas e me mandaram ficar de 4 no chao e colocaram o tabuleiro das bebidas nas minhas costas e fiquei ali um bocado a fazer de mesa.

Depois me amarraram no sofa tipo frango assando e fiquei com a minha racha completamente exposta e aberta. Entao eles agarraram novamente no xicote e bateram nela.
Iam batendo e rindo. Eu me tentava encolher, mas amarrada nao conseguia.

Depois colocaram um cubo de gelo dentro dela, doeu muito, mas com o calor derreteu rapido.

Eu me estava sentindo escrava, um objeto mesmo, mas estava adorando cada segundo.
Estava tao excitada que disse mesmo:
– Me fode. Fode sua escrava. Me rasga toda.

Eles me fizeram a vontade e um de cada vez me foderam a minha racha comigo amarrada.
Mas eu queria mais…. e implorava por mais.

Um deles pegou na cadeira e enquanto eu estava amarrada no sofa, me espetou um dos pes da cadeira bem na minha racha e me deixou assim.
Ele sairam e eu fiquei sozinha amarrada com o pe da cadeira metido dentro da minha racha.

Soltaram com um taco de basebol. Trancaram novamente a porta e quando retiraram a cadeira me penetraram com o taco e meteram a parte mais grossa.
Eu gemia de prazer e gozei.

Eles me foderam mais uma vez com dupla penetraçao e por fim me soltaram.

Fui ate ao balcao buscar minha roupa, atravessei todo o bar completamente nua e fui apalpada e ate penetrada com dedos no caminho.
Me devolveram minha roupa, me vesti e fui embora para casa.

Quando cheguei a casa, me despi e fui olhar meu corpo no espelho, estava cheio de marcas do xicote. Mas valeu cada segundo.

Referência do Anúncio ID: 4725273072a7b990

Não há Tags

5799 visualizações, 0 hoje

  

Deixe seu Comentário

É necessário fazer login para poder inserir um anúncio.

Para obter informações sobre este anúncio, preencha o formulário abaixo para enviar uma mensagem para o anunciante.

Novidade!

Usuarios Ativos

Users: Joicosta, 76 Guests, 29 Bots